Poeta dos gestos…









As dificuldades da linguagem

Nunca serão obstáculo à força criativa da poesia
O espírito poético é maior do que a linguagem
E ele tem muitos outros meios de expressão
Que ultrapassam de muito
A própria magia da linguagem
Nas questões mais profundas da alma
Aquilo que a linguagem não pode dizer
Não constitui obstáculo à poesia
Aquilo que o poeta não consegue dizer, ele pode viver
E deste modo, fazer da própria vida - um ato poético
Diante da falta das palavras
Ou diante da impossibilidade
Que elas invariavelmente encontram
Quando tentam dizer os mistérios
E os segredos do coração
A pessoa pode tornar-se
Como dizia Rubem Alves
Um poeta dos gestos…
Até porque, estritamente falando
Escrever poesia..., é fácil
Mas ser – interiormente – poeta
É um pouco mais difícil
Eu conheço muitas pessoas
Que nunca escreveram um verso
Mas que são poetas dos gestos
Dos olhares, dos sorrisos e das palavras faladas
E também conheço outras tantas
Que passam a vida a escrever versos
Mas que ainda não chegaram nem perto
Daquilo que realmente significa - ser poeta…
VBMello